Diretor

Tempo de distanciamento: Talita Gitti Lima

Convidei a Professora Talita Gitti Lima, psicomotricista e neuropsicopedagoga, do corpo docente do nosso Colégio, para uma palavra aos nossos pais, alunos, professores e funcionários, sobre o momento de distanciamento que estamos vivendo, leia e reflita:

Queridos colegas, pais e alunos do Colégio Batista Brasileiro, tratarei aqui de um assunto, que jamais poderíamos imaginar a sua complexidade. Haja visto que, o distanciamento é uma palavra com uma interpretação muito grande, e talvez não conseguirei expressar o seu real significado.

De acordo com o dicionário, Distanciar é levar para longe, apartar, afastar, espaçar…

20/3/2020, um dia diferente! Início de um tempo de distanciamento dos nossos colegas de trabalho, famílias e queridos alunos.

Nosso Colégio amanheceu vazio. Um lugar de alegria, aprendizado, esperança, gentilezas, amor, companheirismo, oração e agora? Está lá, solitário, sem a correria diária, os sorrisos, a alegria dos alunos, o olhar corajoso do professor, a gratidão de cada funcionário que entra pelas suas portas e se doa todos os dias.

No entanto, nesse mesmo tempo de distanciamento, as casas amanheceram diferentes, agitadas, com pais, avós, filhos, todos juntos no café da manhã, almoço, jantar… talvez, algo inédito para muitas famílias.

As agendas tiveram seus compromissos cancelados, tudo teve que esperar. Mas, esperar até quando? Não sabemos, ninguém sabe! O mundo inteiro procura essa resposta.

Então, o que nos importa hoje?
A fé, que de acordo com a palavra de Deus move montanhas;
A igualdade, que é fundamental para a Democracia;
A solidariedade, que é um dos atos mais nobres do ser humano;
A união, que tem a ação de unir, de tornar-se um só;
A reflexão, que nos faz desviar da direção original e repensar;
O amor, que tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta…

Quem sabe estamos vivendo esse tempo, para entendermos que somos todos filhos de Deus, que somos iguais, que o dinheiro não tem valor para as coisas essenciais da vida, que a vida terrena é passageira, e que devemos amar o próximo como a nós mesmos.

Ah! Somos frágeis humanos, vulneráveis, mas esperançosos!

Se perguntarmos para o povo brasileiro o que é o distanciamento, ou o que é a reclusão, talvez ninguém saiba a resposta, pois nunca passaram por isso.

Sendo assim, vamos nos firmar numa palavra tão pequena, mas de grande significado: FÉ.

Na Bíblia diz: “Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não veem”. (Hebreus 11:1)

Através dela, muitas pessoas conseguiram vencer na vida, superar dificuldades, ultrapassar obstáculos… e nós iremos conseguir. Aquele que crê em Deus alcançará um caminho, uma saída, e uma nova condição de vida.

Temos por certo que essa fase poderá até trazer muitas perdas, muitos prejuízos, mas com certeza, trará muitos ensinamentos, muitas coisas boas.

Que possamos nos unir em oração a favor de toda a humanidade.

Deus nos abençoe!

1 thought on “Tempo de distanciamento: Talita Gitti Lima”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *