Diretor

EM TEMPOS DE DISTANCIAMENTO

Convidei nosso Capelão Geral, Pastor Francisco Jailson Santana, para uma palavra a respeito do momento de distanciamento que estamos vivendo, leiam e reflitam:

Em janeiro passado, iniciamos o ano letivo no Colégio Batista Brasileiro e, na ocasião, não imaginávamos que teríamos que enfrentar uma crise de tão grande proporção como a que estamos enfrentando em decorrência da proliferação de um vírus denominado covid-19.

Iniciada na cidade de Wuhan, na longínqua China, rapidamente se espalhou por toda a Ásia, Europa, África, Oceania e chegou também ao Continente Americano e no Brasil. É uma epidemia mundial que atinge a todos indistintamente.

Este episódio tem causado inúmeros prejuízos como sociais, econômicos e, certamente, psíquicos na vida das pessoas além do fato de que milhares de vidas serão ceifadas em todo o mundo.

O que podemos fazer diante dessa situação tão desoladora e nova para nós?

Penso que podemos e devemos tomar algumas atitudes a fim de enfrentar essa batalha e ao final dela sermos vitoriosos e seguirmos a vida que Deus tem nos presenteado.

A primeira atitude é procurarmos compreender a gravidade do momento. Não se trata de uma enfermidade simples, ela tem sido letal para milhares de vidas ao redor do mundo e produzido imensos prejuízos econômicos e sociais.

A segunda atitude é seguir as orientações de prevenção e de segurança que as autoridades governamentais e da saúde publicam. É fundamental que tomemos cuidado e sigamos as medidas de higiene, reclusão e evitemos, ao máximo, aglomerações nesse período de quarentena.

Outra atitude é termos esperança em nosso coração de que a crise vai passar. Já vivenciamos grandes desafios em um passado recente. Tivemos que enfrentar diversas epidemias como a AIDS, ebola, cólera, chikungunya, dentre outras enfermidades.  O sábio Salomão escreveu que “há um tempo para cada coisa, tudo na vida tem um tempo de existência, tempo de início e tempo de fim” em Eclesiastes 3.1. Lembremo-nos de que em várias partes do mundo há estudos e pesquisas em andamento na busca de se encontrar um medicamento para prevenir e curar os que forem atingidos pelo coronavírus. Tenhamos esperança, pois essa crise também vai passar e voltaremos ao dia a dia de ensino no Colégio Batista Brasileiro e à rotina escolar.  

Outra ação possível e muito importante é termos um olhar em favor das pessoas que estão mais vulneráveis neste momento. São os idosos, os pobres e aqueles que trabalhavam em empregos informais. Estes estão sofrendo mais os efeitos da crise. Temos uma oportunidade para fazer algo por estas pessoas e abençoar suas vidas com o amor de Cristo. Não devemos esperar somente pelas ações do governo, mas nos mobilizarmos para ajudar ao próximo. Que tenhamos um olhar compassivo para com essas pessoas e suas famílias e vamos abençoá-las com ações de amor e de socorro.

E por fim, peçamos a Deus que nos dê sabedoria para lidarmos melhor com as limitações atuais e com os ajustes necessários aos planos que tínhamos para nossa vida e nossa família. É a nossa oração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *