Diretor

Como abordar a educação financeira dos filhos?

educação financeira dos filhos

A infância é um período muito importante de desenvolvimento de diversas habilidades, capacidades e características que as crianças levarão para a vida adulta. Dentro deste contexto, a educação financeira dos filhos deve ser trabalhada desde cedo, criando a consciência necessária sobre o assunto.

Alguns pais, entretanto, não sabem como falar sobre esse assunto com os filhos. Por isso, é importante que essa orientação seja guiada pelo exemplo e por estratégias atrativas. Os recursos financeiros não devem ser tratados como algo ruim, mas como elementos que podem ser usados para o bem, quando administrados corretamente.

Neste artigo, vamos mostrar a importância da educação financeira dos filhos e como a gratidão é fundamental para entender o valor do dinheiro. Além disso, traremos algumas dicas de como abordar esse assunto com as crianças. Então, acompanhe a leitura!

Entenda a importância da educação financeira dos filhos

Durante a infância, a criança desenvolve hábitos que vão acompanhá-la por toda a sua vida. Portanto, quanto mais saudáveis eles forem, melhor será. A educação financeira, nessa fase, contribui para que seus filhos entendam a importância de cuidar bem do dinheiro, usando-o de maneira consciente.

Os pais devem pensar no desenvolvimento emocional, social e cognitivo dos filhos, buscando sempre uma criação completa, com o objetivo de prepará-los para o futuro. Dentre tantos aspectos, a educação financeira dos filhos é mais um que deve ser abordado, sempre com carinho e respeitando a idade da criança.

O aprendizado não deve buscar apenas o controle das finanças, mas também demonstrar que dinheiro não é tudo. É importante que crianças aprendam a honrar com os compromissos financeiros, entendendo que é preciso ser zeloso e responsável ao administrar os recursos.

Além disso, essa é uma excelente oportunidade para ensinar valores como ética, honestidade e solidariedade. Seu filho precisa entender que a administração dos recursos deve ser cuidadosa, respeitando as leis e sem trapaças.

Como mostrar que o dinheiro pode ser usado para fazer o bem

Uma abordagem necessária e que vai melhorar a educação financeira dos filhos, bem como sua relação com o dinheiro, é mostrar a importância da gratidão aos recursos. Dependendo da idade da criança, ela não compreende que é preciso esforço para ter recursos, mas é fundamental ensiná-la desde pequena a ser grata pelo que recebe.

A gratidão demonstra que o dinheiro não é uma conquista unicamente humana, mas que é uma benção recebê-lo. Uma pessoa grata costuma ser mais solidária, usando seus recursos para fazer o bem e ajudar quem está precisando.

Essa é uma maneira de desenvolver uma relação com as finanças que não seja apenas de consumismo. É claro que os recursos ajudam a conquistar algo que se deseja, alcançar sonhos, entre outros aspectos individuais. Entretanto, é importante que o dinheiro seja visto como uma ferramenta para fazer o bem.

Uma vez que seus filhos tenham idade para guardar algum dinheiro, não se esqueça de ensiná-los sobre a doação. Eles podem escolher uma instituição de caridade, um projeto beneficente ou alguém que esteja necessitando de ajuda. Essa atitude mostra como doar faz bem e é um ato de gratidão pelas bençãos recebidas.

A importância de doar ao próximo não tem a ver apenas com o dinheiro, mas pode ser ensinada com a doação de brinquedos, roupas, entre outros elementos. O essencial é ensinar que essa é uma atitude importante e que deve ser habitual na educação financeira dos filhos.

Desse modo, a criança entenderá que o dinheiro não é algo ruim, compreendendo que a boa administração permite alcançar sonhos pessoais e também ajudar ao próximo. Sendo assim, ela criará uma consciência saudável em relação aos aspectos financeiros, sabendo utilizá-los da melhor maneira e entendendo o valor da educação.

Formas de praticar a educação financeira dos filhos

Pensando em facilitar a educação financeira dos filhos, trouxemos algumas dicas práticas de como abordar esse assunto com os pequenos. Confira nossas sugestões!

Ensine a administrar o dinheiro

Talvez você pense que seus filhos são muito jovens para falar sobre esse assunto. Entretanto, saiba que, quanto antes você ensinar sobre as finanças, maiores são as chances de eles desenvolverem uma relação equilibrada com o consumo. Portanto, incentive o gerenciamento de recursos de acordo com a idade e o conhecimento de cada criança.

A mesada ainda é uma maneira eficiente de iniciar a educação financeira dos filhos. Ela é uma boa alternativa para ensinar as crianças a administrarem o próprio dinheiro, tanto no presente quanto no futuro. Sendo assim, quando receberem quantias maiores, não serão tentadas a gastar todo o valor de forma impulsiva.

Incentive seus filhos a anotarem todos os gastos e estabelecer objetivos. Se eles desejam um brinquedo, por exemplo, demonstre quanto eles têm que economizar para consegui-lo. Dessa maneira, aos poucos, eles entenderão que podem utilizar os recursos de diversas formas, entendo a importância de poupar e economizar.

Fale sobre economia

A economia não se trata apenas de dinheiro, mas de outros elementos devem ser abordados. É importante criar uma consciência que não incentive o desperdício em atividades do dia a dia. Comece ensinando a criança a não desperdiçar água, energia elétrica e comida, por exemplo.

Seus filhos precisam entender que esses elementos geram custos financeiros, além de serem recursos naturais que também precisam ser economizados para preservar o meio ambiente. Quando eles entendem que as escolhas pessoais afetam outras pessoas, podem ter mais consciência sobre a utilização desses recursos.

Seja exemplo

Uma das melhores maneiras de incentivar a educação financeira dos filhos é por meio do exemplo. Não é eficiente falar sobre o uso correto do dinheiro se você não tem controle sobre seus gastos, pois as atitudes influenciam mais do que as palavras.

Portanto, se esforce para dar o bom exemplo e permitir que seu filho aprenda diretamente dos seus hábitos. Desde os primeiros anos, a criança já percebe que há uma diferença entre ela e os adultos, que existem papéis para cada um. E suas atitudes servem como inspiração para que seu filho desenvolva características individuais.

Uma das maneiras mais eficientes de dar o exemplo e desenvolver a educação financeira dos filhos é deixando-os ver que você economiza também, mostrando que essa é uma prática comum e relevante.

Lembre-se de que seus hábitos de consumo influenciam a relação da criança com dinheiro. Se a família vive endividada e trata isso com normalidade, os pequenos vão se habituar a essa realidade.

Deixe que eles cometam erros

É normal que, em suas primeiras experiências, seus filhos queriam gastar o dinheiro de uma forma que você não aprova. Diante desse cenário, é muito importante não intervir no caso e deixar a criança gastar como acredita que seja melhor.

Não é fácil deixar a criança gastar tudo o que ganhou de forma que parece errada, mas é importante deixá-la fazer suas escolhas. Ainda que sejam decisões ruins, esse será um aprendizado que ajudará a melhorar o controle sobre o dinheiro nas próximas vezes e diminuirá a probabilidade de que cometam os mesmos erros.

Conte com jogos educativos e aplicativos

Outra maneira eficiente de abordar a educação financeira dos filhos é por meio de jogos educativos e aplicativos, pois o ato de brincar permite que a criança aprenda de forma dinâmica e aumente o interesse pelo tema.

Além dos tradicionais jogos como Banco Imobiliário e Jogo da Vida, você pode contar com a ajuda de games online voltados para o assunto. Esses jogos ensinam de forma divertida como fazer a gestão do dinheiro e demonstram a importância de um planejamento em longo prazo.

Outra opção interessante são os aplicativos aproveitando-se do interesse das crianças pelos dispositivos eletrônicos. Há diversos aplicativos no mercado voltados para o controle dos gastos mensais que podem ser muito úteis para que seu filho aprenda a lidar com as próprias economias. Pesquise as opções mais adequadas na loja de apps do seu aparelho.

Inclua as crianças nos momentos de planejamento financeiro familiar

O planejamento financeiro familiar é fundamental para que a família consiga economizar, direcionar recursos para atividades desejadas, entre outros aspectos. Ele deve ser feito pelos pais, porém, incluir os pequenos nesse momento pode ser interessante para desenvolver a educação financeira dos filhos.

Ao traçar metas e definir alguns alvos, é importante que as crianças também estejam engajadas. Nesse contexto, é necessário estipular um valor máximo a gastar com brinquedos e jogos, por exemplo, mantendo os gastos dentro do planejamento.

Além disso, é possível desenvolver metas sobre o uso consciente de energia elétrica, água e celular, colocando todos os membros como figuras importantes. A família agindo unida para alcançar as metas propostas contribui para que o processo seja mais agradável.

Neste artigo, vimos com a educação financeira dos filhos é necessária e de que modo os pais podem trabalhar esse assunto em casa. A consciência sobre os recursos ajuda as crianças a valorizarem cada ganho, serem gratas e entenderem que o dinheiro é importante, mas que não deve ser usado apenas para fins consumistas. Desse modo, elas se tornarão adultos mais conscientes, capazes de administrar seus ganhos e ajudar o próximo.

Gostou deste conteúdo sobre educação financeira dos filhos? Então, aproveite para seguir nosso Facebook e Instagram e receba outros artigos relevantes sobre educação e desenvolvimento de seus filhos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *